sexta-feira, 3 de setembro de 2010

VIOLÊNCIA EM MOÇAMBIQUE

Maputo - a outrora portuguesa Lourenço Marques - tem sido massacrada por uma onda de violência popular, que já terá causado 10 mortos, mais de 100 feridos e cerca de 150 detenções.
As entradas da cidade têm sido o palco usado para a queima de pneus, acto que tem levado a Polícia a reprimir os tumultos, confrontando-se com os populares, que têm impedido algumas pessoas de sairem de Maputo, que continua a ser uma cidade isolada.

Segundo as notícias que chegam da capital Moçambicana, há uma certa acalmia nos confrontos, depois de ontem, na Avenida do Trabalho, no Bairro do Chamanculo, terem sido cortadas as estradas e colocados pneus a arder, levando a Polícia a carregar sobre os manifestantes, que têm procurado fazer chegar às autoridades Moçambicanas os ecos da sua oposição aos aumentos de preços decretados pelo Governo. A Polícia tem efectuado rusgas um pouco por toda a parte.
Também na Beira e no Chimoyo se registaram escaramuças. O comércio continua de portas fechadas.

Sem comentários:

Enviar um comentário